Atendimento


Chat
Em todo o nosso site há um pequeno botão no canto inferior a direita onde você pode conversar conosco através de nosso chat. Sinta-se à vontade para tirar qualquer dúvida com nosso time!
Em nosso site www.vconfere.com.br , clique em ATENDIMENTO, preencha todo o formulário colocando seu número VID (Número Cliente Vink) e finalize. Nossa equipe entrará em contato com você o mais rápido possível!
Estamos trabalhando para em breve disponibilizarmos um telefone para facilitar o seu atendimento.

Arquivo OFX


O que é

O que é o formato OFX:
O formato OFX é um tipo de arquivo usado para armazenar informações financeiras, geralmente utilizado pelos bancos. OFX significa Open Financial Exchange, ou Intercâmbio Financeiro Aberto. O formato foi criado pelas empresas Microsoft, Intuit e CheckFree, que anunciaram a novidade em 1997. Até hoje, é o tipo de arquivo mais utilizado para exportar o extrato bancário de sistemas de internet banking. O arquivo no formato OFX contém somente informações sobre as movimentações bancárias – as mesmas que você encontra ao imprimir seu extrato. Por isso, ele é considerado seguro, já que não exibe senhas ou outras informações sigilosas. Um arquivo desse tipo é armazenado como XML e, por isso, pode ser aberto no Microsoft Excel. Basta selecionar a opção “Todos os arquivos” quando estiver na janela Abrir e, depois de abri-lo, escolher a opção “Como uma tabela XML”. Pode acontecer, no entanto, de o OFX conter informações adicionais, impedindo que o arquivo seja aberto corretamente no Excel.
Para que serve o formato OFX:
Mas a utilidade dos arquivos com essa extensão não está em possibilitar a visualização do extrato em uma planilha, o que não seria nada prático. A grande serventia dos arquivos em formato OFX é a possibilidade de importá-los em um software de controle financeiro ou gestão empresarial. Os principais bancos do Brasil oferecem aos seus clientes a possibilidade de exportar arquivos OFX com informações sobre sua conta, e, a partir daí, fica muito simples, basta importá-los no programa de gestão utilizado. Os processos que envolvem a importação de um arquivo no formato OFX são homologados pelo Sistema Financeiro Nacional. Essa importação é útil para que o gestor faça a conciliação bancária, também chamada de integração bancária.

Bradesco

1. Acesse sua conta no Internet Banking, clique em Saldos e Extratos e depois em "Extrato Mensal / Por Período".



2. Defina o Período, selecione a Conta desejada e clique em Buscar.



3. Selecione a opção Salvar como arquivo.



4. Por fim, selecione a opção OFX (Money 2000 em diante).



Automaticamente, será feito o download do arquivo do banco em seu computador.


1. Acesse sua conta no Internet Banking do Banco do Brasil e clique em Conta Corrente > Extrato > Conta Corrente.



2. Selecione o mês desejado.



3. Por fim, clique no botão Salvar e selecione a opção: Money 2000+ (ofx).



Automaticamente, será feito o download do arquivo do banco em seu computador.


1. Acesse sua conta e clique em Minha conta > Extrato em Arquivo (txt, ofc e ofx).



2. Escolha o período desejado, marque a opção Gerar Arquivo para Gerenciadores Financeiros depois a opção OFX e por último clique em Continuar.



Automaticamente, será feito o download do arquivo do banco em seu computador.


1. Acesse sua conta no Internet Banking Itaú e clique em Ir para extrato.



2. Selecione o período e clique em Salvar em outros formatos.



3. Por fim, escolha a opção OFX/Money 2000 e clique em Continuar.



Automaticamente, será feito o download do arquivo do banco em seu computador.


1. Acesse sua conta no Internet Banking e escolha a opção Conta Corrente > Extrato (Money).



2. Selecione o Período (escolha o período desejado para importar no sistema), clique em Exportar, selecione a opção Money 2000 ou superior, clique em Confirmar.



Automaticamente, será feito o download do arquivo do banco em seu computador.



Número de Estabelecimento (EC)


BIN

Para saber o número de estabelecimento da Stone (chamado STONECODE), acesse o portal da Stone pelo computador ou aplicativo e na tela inicial anote o número Stonecode.

Vouchers não possuem Número de Estabelecimento e portanto, não solicitam o mesmo para conciliação.

Termos


CNAB240
CNAB é um arquivo do tipo ".TXT" que contem 240 colunas, estes arquivos servem para que o banco demonstre varias informações como Remessa/retorno ou o extrato da conta corrente, desta forma nosso sistema efetua a leitura destas informações e concilia seu extrato bancário com a informação de pagamento das adquirentes.
O CNAB que nós usamos para conciliar os pagamentos das operadoras no seu banco é o CNAB240, cada banco possuí uma forma diferente de liberar, solicite uma carta de liberação para nossa equipe clicando em ATENDIMENTO através do site www.vconfere.com.br.
Número Sequencial Único – é o código de retorno emitido pela Rede Adquirente de uma operação de venda realizada com cartões.
Signifca Point Of Sales, ou seja, é seu terminal onde são realizadas as vendas de cartão, mais conhecido como “maquininha”.
As bandeiras são empresas que regulam o mercado de cartões de crédito. Elas estabelecem o padrão sob o qual as adquirentes devem processar seus cartões e a precificação dos diferentes estabelecimentos.
Veja como funciona o fluxo da bandeira quando é realizada uma venda:
Quando é realizada a venda de cartão, a bandeira recebe da adquirente (ex: Cielo, Rede, Stone) a informação de captura da transação e valida o limite de crédito do portador do cartão com o banco, que por sua vez efetua a transação.
Exemplos: VISA / MASTERCARD / AMEX / CABAL / HIPERCARD
Também conhecidos como operadoras ou credenciadoras, as adquirentes são as responsáveis por processar as vendas de cartão de crédito ou débito. Atuam de forma licenciada pelas bandeiras de cartão, como Visa e Mastercard, analisando e processando transações.
As adquirentes são empresas que fazem o intermédio entre os bancos e as bandeiras. Alguns exemplos de adquirentes no mercado são: Cielo, Rede, Stone.
É receber as vendas de crédito a vista ou parcelado, no dia que quiser, antecipando suas vendas – logicamente respeitando as regras de antecipação. Normalmente é cobrada uma taxa de antecipação para receber seu crédito de forma antecipada.
É a aprovação da venda feita pelo Emissor do cartão (Banco ou Instituição), mediante a validação dos dados do cartão e saldo ou limite de crédito disponível no momento da transação.
O cancelamento é quando o comprador desiste da compra no mesmo dia ou após o dia da compra, então você tem que solicirar na operadora o cancelamento desta venda, na operadora, chamam de cancelamento via estabelecimento.
É quando a Adquirente cancela a venda pois o portador não reconhece a mesma. Quando o cancelamento da venda não é feita via estabelecimento comercial e sim pelo adquirente e cliente, é chamado de chargeback.
Electronic Data Interchange (Intercâmbio Eletrônico de Dados), significa troca estruturada de dados entre empresas de forma padronizada sem necessidade de manipulação manual.
São vendas disponibilizadas pelas Adquirentes/operadoras contendo os dados dos cartões de Crédito e Débito.
Intervan é a empresa contratada pelo cliente para administrar o envio e recebimento dos arquivos EDI.
Taxa de administração é o percentual cobrado sobre o valor da venda realizada com o cartão de débito ou crédito, a taxa é cobrada pela operadora.
MDR significa Merchant Discount Rate (Taxa Cobrada para o Comerciante), é a taxa administrativa do cartão (Ex: débito, crédito, parcelado 2 a 12 vezes)
É uma solução de tecnologia que integra seu e-commerce ou call-center com todas as soluções de pagamentos digitais ou não presenciais do mercado. Com um Gateway de Pagamentos, sua empresa reduz custos de estrutura e consegue focar no seu core business, todo o trabalho de comunicação com os bancos e adquirentes é feito pelo gateway de pagamento, de forma unificada em uma só integração.
Empresas de serviços de comunicação VAN – Value Added Network, que realizam a troca de arquivos entre empresas através de uma caixa postal.